COPA DO MUNDO do BRASIL

0

Depois de um mês chega ao fim um dos maiores eventos de todos os tempos, a Copa do Mundo do Brasil foi uma das melhores de todos os tempos. É verdade que o Brasil ainda tem muito que melhorar em relação a estrutura, transporte dentre outras coisas que não vem ao caso a discussão agora o que venho aqui falar é sobre o que vimos e assistimos nesses 30 dias de alegria mundial no Brasil.

Vamos falar da nossa seleção canarinho que teve em casa o pior desempenho, não em colocação, mas em atitude de todos os tempos da competição. Acreditávamos que com o time que tínhamos poderíamos ser campeões. Pra dizer a verdade, chegamos até onde podíamos, estar entre os 4 melhores times dessa copa é realmente uma vitória.

Infelizmente esse desempenho foi sendo apagada a cada jogo da seleção quando víamos a cada partida a nossa dependência de um único homem que ainda é um menino, Neymar Jr. Ele realmente assumiu este papel e na primeira fase se destacou levando a nossa seleção ao primeiro lugar do grupo.

Nos três primeiros jogos não tivemos nenhuma evolução tática e ficamos parados no tempo em relação aos outros times que se moldavam de acordo com o adversário que iam jogar. Nas oitavas de finais, já poderíamos ter sido eliminados se não fosse a trave aos 15 minutos do segundo tempo da prorrogação, mas parecia que estava escrito que o pior estava por vir.

Chegamos as quartas-de-finais e até agora nenhum desafio a altura de uma seleção PENTA-CAMPEÃ de futebol, desta vez enfrentamos a Colômbia que não dependia apenas de uma grata revelação e artilheiro da copa, James Rodriguez com 6 gols, mas uma equipe bem montada que vinha apresentando um bom futebol durante as partidas jogadas na copa mostrando uma bela evolução até que não teve forças suficientes para nos barrar.

Nesse jogo das quartas-de-finais perdemos a nossa identidade, o nosso único escudo do futebol brasileiro representado em Neymar Jr., que infelizmente teve seu sonho interrompido numa entrada estupida do jogador colombiano Zuñiga que ao tentar parar a jogada foi muito mais além do que isso. Não apenas isso serviu como sacrifício pela classificação, perdemos um capitão que até então não parecia ter demonstrado essa atitude perante os companheiros, mas sua função como jogador e zagueiro, essa sim, era realmente um capitão.

Ficamos sem Thiago Silva e Neymar Jr. para jogar contra a melhor seleção do mundo desde 2010 que vinha jogando um futebol vistoso onde todos tinham participação ativa em cada jogo com a presença de vários craques resolvendo as partidas, essa era a seleção Alemã.

brasilxalem-7x1

O maior VEXAME de todos os tempos. Jamais esqueceremos!

Chegamos no nosso limite, nas semi-finais, e pela frente felizmente a Alemanha. Os mais sensatos já sabiam que a missão do Brasil sem Thiago Silva e Neymar Jr. Iria ser praticamente impossível, mas ninguém, eu disse NINGUÉM imaginava um vexame daquele. Em apenas 30 minutos de jogo o Brasil já perdia por 5×0.

Felipão na tentativa de ousar pra cima de uma equipe onde todos sabiam, até o próprio que a Alemanha era melhor, colocou o pobre Bernard pra substituir Neymar e o Brasil continuou insistindo no esquema tático há pelo menos um ano de atraso e sem variação tática prejudicando com isso a nossa técnica. O jogo das semi-finais, terminou como o maior vexame da Seleção brasileira nos seus 100 anos de história e ainda assim, pra marcar mais ainda foi numa disputa de semi-finais dentro de casa, o placar…7×1.

Eliminados da final de forma vergonhosa era nossa obrigação conseguir o terceiro lugar. Tínhamos a chance de uma revanche forçada contra Holanda que nos venceu na copa passada nas quartas-de-finais. Felipão com um jogo de atraso tenta mudar a tática do time sem treino e vimos um Brasil com o meio de campo cheio e perdido. Começa o jogo e em apenas 2 minutos, pênalti para Holanda(o juiz errou). Tentamos torcer, mas a seleção não permitia uma animação e sofremos mais um vexame perdendo a disputa do 3º lugar por 3×0.

O que pudemos aprender com tudo isso? Aprendemos que nosso país precisa crescer em todos os sentidos, mas que somos capazes de realizar qualquer evento de qualquer grandeza e ser considerado por muitos como um dos melhores eventos já realizados em todos os tempos.

Com relação ao futebol, podemos aprender com a TETRA-CAMPEÃ Alemanha, não só por sua técnica, tática e disciplina, mas com a organização e seriedade dos seus cartolas e comandantes do futebol que desde 2002 depois do vice-campeonato em frente ao Brasil viram que seu futebol conhecido pela força já não era mais suficiente para conquistar a copa do mundo e com isso revolucionaram e depois de 12 anos de projeto SÉRIO, chegaram ao seu objetivo.

Agora vamos pra Rússia 2018 em busca do hexa-campeonato o que sinceramente…acho muito improvável que isso seja possível. Por nossos dirigentes e chefões do futebol que temos infelizmente acho que vamos esperar pelo menos mais 24 anos para conquistar o tão sonhado título de campeão mundial de futebol. Como já se passaram 12 anos, vamos pelo menos aguardar mais 3 copas e infelizmente Neymar Jr. pode não realizar seu sonho de garoto.

Comentários

comentários

Share.

About Author

Uma lenda, um mito, ou apenas um cara tentando criar um blog? Não sei, descubram por si só ;)

Leave A Reply